PERSONAGEM: Ethan
VIDEO + ENTREVISTA: Theo James fala com a JoBlo sobre Anjos da Noite e mais
03 janeiro 2017

Theo James conversou com a JoBlo sobre Anjos da Noite e seu papel no entretenimento, sequencias de ação e mais. Confira o video e  transcrição abaixo.

JB: Então você esteve em algumas franquias cara. O que você mais gosta sobre interpretar esse personagem nesse mundo?

TJ: Eu acho que foi a unica coisa que eu fiz… De certa forma é divertido interpretar um personagem que tem super habilidades, então isso é meio que, se você está fazendo um filme de ação você faz coisas que normalmente você não varia. Então você se esforça normalmente 40% a mais do normal em uma sequencia de ação, então é meio divertido.

JB: É realmente eles botam pra quebrar nesse filme. [risos]

TJ: É tem bastante coisa.

JB: Como está mudando, quero dizer, esse é o seu segundo filme (da franquia). O que te trouxe de volta? Foi a historia? Foi trabalhar com a Kate novamente? O que te trouxe de volta para esse mundo?

TJ: Tipo Kate é meio que o compasso da franquia, então é muito fácil trabalhar com ela. Ela, obviamente os fãs amam ela, mas ela facilita muito pois ela leva tudo com muita responsabilidade, mas ela também se diverte muito. E eu acho que esses filmes deveriam ser vistos pelo que ele são, um entretenimento divertido, que você pode se desligar por duas horas e meio que pensar em outras coisas pois seria problemático. Acho que você tem que abraçar ele pelo que ele é pura diversão.

JB: É tipo filmes para distrair a cabeça.

TJ: Exatamente

JB: Eu estava assistindo e fiquei pensando, eu realmente acho que gostei pois parece mais inteligente do que realmente é. [Risos], as pessoas realmente pensam isso, acho que é por causa do sotaque britânico.

TJ: Eu acho que isso é pura verdade.

JB: Né? Tipo você vê vários outros como esse e pensa, ah não é puro lixo, mas esse um é muito maneiro. Não é? [risos].

TJ: Elevar o nível com o sotaque.

JB: ISSO! Isso que funciona. [risos]

TJ: É verdade, isso é definitivamente verdade. Você coloca um sotaque britânico nisso e de alguma forma parece menos merda, o que é irônico pois não acontece [risos]. Mas é eu acho que os favoritos estão de volta, o pai de David está de volta, Charles Dance, ele também é britânico, ele facilita muito, deixa mais divertido.

JB: É tem um nível de talento ai que você não vê nesse tipo de filmes.

TJ: É.

JB: Vamos ser realistas.

TJ: Nesse você pode ver tipo mais de cinco deles, é maravilhoso.

JB: Tem uma cena onde vocês, estão lutando, especialmente os lycans grandões, deve ter rolado uns efeitos especiais lá. Como foi para você, pois tipo você fez muito isso em Divergente. Você gostou de trabalhar com os efeitos especiais? Foi fácil para você?

TJ: Eu não vou dizer que eu gosto. Eu acho que as vezes isso pode ser, não precisa ser tão difícil. Eu acho que quando você está fazendo grande sequencias e com sequencias de lutas um pouco pesadas, os efeitos especiais são otimos. Eu acho que quando você tem que lidar com isso com um personagem com emoções conflitantes ou quando você deveria estar emocionalmente abalado, isso pode ser um pé no saco. De qualquer forma, você apenas grava, não é mesmo?

JB: É. Tem um novo divergente a caminho….

TJ: Hmmm… Não estou certo sobre isso.

JB: Mas onde, onde estamos com isso?

TJ: Eu acho que está indo… Eu acho que é uma vergonha não finalizar a franquia, mas eu acho que está envolvendo algo que é diferente e eu não acho que farei parte disso.

JB: Oh.

TJ: É, uma vergonha.

Postado por: Talita Bernardes | 03.01.2017
ENTREVISTA + VIDEO: Theo James fala sobre Anjos da Noite com a Bloody Disgusting
03 janeiro 2017

A Bloody Disgusting conversou com Theo James sobre o quinto filme da franquia Anjos da Noite. Confira o vídeo e a transcrição abaixo

BD: Então em um mundo liderado pelos filmes da Marvel, como você se sente fazendo parte de uma franquia de sucesso que não se originou de historias em quadrinho?

TJ: É interessante, eu acho que tem sido fascinante ver quanta longevidade ela tem, eu não estava nem ciente. Mas tipo, até a Comic Con de Nova Iorque com a Kate alguns meses atrás, você meio que percebe quão bom a fan base é, e tipo acho que você é capaz de expandir isso com um material original é uma coisa divertida de se fazer, porém também é meio que ancorado por ela, eu acho que um dos motivos da franquia ser um sucesso é porque as pessoas respondem a ela e a seu personagem, sabe aquele mix de força, mas então ela tem uma ótima vulnerabilidade.

BD: Esse também é o primeiro filme da franquia que tem uma diretora mulher, Anna Forester. Então como foi trabalhar com ela? E como você acha que Guerras de Sangue se beneficiou tendo uma mulher como diretora?

TJ: Bom, ela e Kate tem um grande apoio, acho que ele tem instintos muito bons. E eu realmente não sei sobre as questões de gênero, mas eu acho que ela tem um grande futuro pela frente  e ela tinha uma ideia muito clara do que ela queria fazer com o filme, diferente.

BD: E como foi voltar e trabalhar com a Kate novamente? Você teve bastante espaço para expandir o seu personagem igual como você queria?

TJ: Anna sempre foi muito aberto para algumas colaborações sempre que a gente podia. As vezes você já fez filmes como esse e tem muitos planejamentos que acontecem no set, então tem um elemento de colaboração que você pode usar, mas isso meio que pode ser restrita a uma certa região. Isso está fazendo sentido? Mas não, foi bom, foi fácil para voltar para isso. Acho que dessa vez Anna quis trazer de volta os lugares góticos, que tiveram no primeiro filme, tipo a arquitetura em Praga na Republica Checa, e também levemente um tom do pecado.

BD: Eu realmente gostei das armas medievais nesse filme, tem muitas espadas e diferentes armas antigas. Você fez muito treinos intensos? Como foi?

TJ: Eu fiz alguns treinos, sim, mas eu acho que tipo diferente do primeiro, o primeiro que eu fiz, eu tenho um pouco mais de experiencia agora, então foi mais facil. Mas sim, nós tivemos algumas semanas de treino antes o que ajudou.

BD: Então o que podemos esperar da franquia Anjos da Noite? Você acha que talvez iremos ver todas as pessoas sobrenaturais se juntando e indo contra os humanos?

TJ: Eu imagino, eu acho que a ideia por trás desse filme foi introduzir vários novos personagens, e eu acho que eles vão pegar o barco e  continuar andando, e basicamente levar a historia meio que adiante. Eu acho que a historia de Dave corre nesse curso de complexividade.

Postado por: Talita Bernardes | 03.01.2017
ENTREVISTA + VIDEO: Theo James fala sobre Anjos da Noite para o Jay Styles
03 janeiro 2017

Theo James conversou com o Jay Styles sobre Kate Beckinsale e musica. Abaixo somente a transcrição com as falas do Theo.

JS: Como foi trabalhar com a Kate? Essa é a segunda vez, como foi a quimica no set?

TJ: Bem, bem miseravel, ela é bem agressiva [risos], bem controladora. Não. Ela tem um grande senso se humor, e acho que isso é importante em filmes, em qualquer filme, especialmente nesse tipo de filme. Você não pode levar muito a serio, você tem que se divertir sempre que pode.

JS: Eu sei que você é musico, você canta, e você também faz beatbox.

TJ: Certo

JS: Você se importaria em me mostrar suas habilidades no beatbox?

TJ: Eu sou péssimo nisso, não posso fazer. Você deveria me mostrar o seu.

JS: Eu não sou um betboxer.

TJ: Eu também não. [risos]

Postado por: Talita Bernardes | 03.01.2017
ENTREVISTA + VIDEO: Theo James fala com a Screen Slam sobre Anjos da Noite
03 janeiro 2017

Theo James sentou com a  Screen Slam e conversou sobre o crescimento de sua carreira, atuação e Anjos da Noite.

SS: Theo, parabens! Eu gostaria de perguntar, depois do ultimo filme que você fez anos atrás você teve várias outras coisas rolando. Você acha que esse filme mudou sua carreira? Por causa da exposição e dos milhares de dólares que você ajudou a produzir.

TJ: [Risos] Eu não acho que ajudou pra falar a verdade, cada filme ajuda um pouco, mas eu não acho que mudou nada na trajetória que eu ainda estou traçando. Mas tipos ser parte da franquia, pois meio que introduz você a uma audiência grande que não necessariamente estaria em um filme indie.

SS: Ficção cientifica. Eu adoro ficção cientifica, esse um também é, quero dizer a qualidade do filme é maravilhosa, todos os cenários, as roupas e os efeitos especiais. Você acha que fazer parte de ficção cientifica sem ter uma referencia é mais difícil para um ator ou é libertador?

TJ: Eu acho que é mais difícil que o normal, é. Pois tipo tem uma menor capacidade de ancoragem para se levantar e criar qualquer coisa.  E tipo, você não pode tipo, não posso dizer ‘Hmmm, o que o David estava fazendo ontem? O que ele comeu no almoço?  Como é a relação dele com seus pais?’, isso não se aplica, você meio que tem que levar isso na esportiva, pois isso é sobre entretenimento.

SS: Você acha que atuar te da, considerando que atores interpretam vários personagens, te da um maior senso de empatia?

TJ: Hm…

SS: Ou você é meio que super egoísta?

TJ: Eu sou extremamente egoísta, e não tenho nenhuma empatia eu sou praticamente um sociopata. Eu não sei, eu acho que não, pois vários grandes atores não tem nenhuma empatia, então… [risos]. Então eu acho que eu não sei. Empatia deveria ser parte de ser um bom ator, você está certo pois você tem que ser capaz de sentir na pele o que está acontecendo com fulano (personagem), mas eu não acho que não necessariamente essas coisas sempre se juntam em uma só.

SS: Qual foi a maior satisfação que você conseguiu a partir de atuar ou interpretar outras pessoas?

TJ: Hm… Eu acho que tipo, é meio libertador ser capaz de contar uma historia em um curto período de tempo, você faz tudo em três ou quatro meses e então você está um set totalmente diferente, com pessoas diferentes, em um lugar diferente, em um pais diferente. Então, isso eu aprecio, e tambem meio que fugir para um mundo que usualmente você não faz parte.

SS: Como você…

TJ: VAI!

SS: Como é puçar, eu sei, como é pular desses eventos de pipoca (entretenimento), tipo esse, mas eu não acho que o nome seja eventos de pipoca…

TJ: Eu entendi, eu entendi.

SS: Para um mais, tipo, uma historia mais profunda e intensa com mais detalhes que se identifica como pessoa

TJ: É.. definitivamente isso é importante e você tem que ter a mente centrada na franquia de filmes de diversão, eles tipo, como eu estava dizendo eles levam eles mesmos para uma audiência maior e também tem a capacidade de entreter, mas em termos de contar uma historia um pouco mais divertida, e eles não necessariamente satisfazem ambos, então você tem que fazer um pouco de tudo.

SS: Theo, obrigado.

Postado por: Talita Bernardes | 03.01.2017
ENTREVISTA + VIDEO: Theo James fala sobre Anjos da Noite com a We Got This Covered
03 janeiro 2017

Theo James conversou cobre a We Got This Covered sobre Anjos da Noite 5 que estréia esse fim de semana nos Estados Unidos. Confira abaixo o vídeo e a transcrição.

WGTC: Qual a coisa mais legal de ser um vampiro?

TJ: Couro e lycra.

WGTC: E dentes.

TJ: Exatamente.

WGTC: Como eram os dentes?

TJ: Oh, era uma pergunta?

WGTC: Não [risos]. Mas tipo você, você está meio que revisitando o personagem. Tem alguma coisa nova que você descobriu interpretando David dessa vez?

TJ: É, acho que ele está um pouco mais velho e sábio do que da ultima vez, ele era meio ingenuo antes meio ‘O que está acontecendo?’e  medroso, jovem, burro e cheio de coisas. É, acho que agora está mais claro quem ele é e o que ele quer, e a historia segue ele, e ele tentando proteger a Selene, mas também ele descobre, ele entende coisas sobre o legado de sua família que ele não sabia antes.

WGTC:  Hm…

TJ: Que é, ele tem três mamilos [risos]

WGTC: Como a maioria dos vampiros.

TJ: Exatamente.

WGTC: Eu acho que esse é um segredo desconhecido, as pessoas não sabem que vampiros tem três mamilos.

TJ: Sim

WGTC: Isso apenas aconteceu. Ter uma mulher dirigindo dessa vez, sendo a líder. Que tipo de energia é levada para o set?

TJ: Ana foi… Ela tinha uma ideia especifica do que ela queria fazer, eu também acho que ela, esteticamente, queria trazer de volta aquela natureza gótica que associamos com os vampiros que estão na Europa Ocidental, sabe aquela…

WGTC: Sim, isso é muito legal alias.

TJ: Legal…

WGTC: Tudo parecia maravilhoso.

TJ: Pareceu muito interessante, e tipo no ultimo filme estava muito clinico e moderno no geral, e esse voltou aos tempos antigos.

WGTC: Mas eu gosto da sensação de modernidade, tipo vocês ainda continuam no mundo moderno.

TJ: Sim.

WGTC: Se o mundo de David pudesse voltar atrás, como ele iria se descontrair?

TJ: Eu imagino o que esses vampiros ficam fazendo quando não estão brigando uns com os outros [risos]

WGTC: Ou batendo nos lycans sabe.

TJ: É! Eu acho… O que ele faria… Fumaria um cigarro, cantarolaria Kenny G…

WGTC: Kenny G?

TJ: Eu não sei o motivo de eu ter dito Kenny G.

WGTC: Não…

TJ: Não consigo imaginar ele escutando Kenny G, talvez Slipknot.

WGTC: Sim!

TJ: É acho que ele faria isso, talvez ir dar uma volta de carro e tambem esses vampiros tem dinheiro pra caralho, eu sempre fiquei pensando em como eles arrumam tanto dinheiro

WGTC: Né? De onde vêm todo esse dinheiro?

TJ: É…

WGTC: Eles são ricos, os vampiros sempre são ricos.

TJ: Acho que eles são bons em fazer uma poupança.

WGTC: Ou talvez sabe, três seculos deles ganhando dinheiro…

TJ: É, provavelmente a moeda valorizou em oito seculos.

WGTC: Certo. Eu quero te perguntar pois eu estou muito animada, eu amo os filmes de Divergente então, você sabe o que está acontecendo com o próximo? Vai ser na telona, nas telinhas? Você tem alguma informação?

TJ: Eu não tenho uma informação definitiva, mas acho que está envolvido em algo que os atores do original não estarão no proximo. Eu acho que é uma vergonha não terminar a franquia com o ultimo filme, mas eu acho que o jeito que está se desenrolando agora é brutalmente diferente do que do jeito que a gente originalmente começou.

WGTC: Hm…

TJ: Isso fez sentido?

WGTC: Sim, é vamos ver.

TJ: É.

WGTC: Foi muito bom te conhecer, muita sorte nesse filme.

Postado por: Talita Bernardes | 03.01.2017
1 2 3 4 5 76
Design: Maria Eduarda Marcelino Programação: Vinícius Huntter Alguns direitos reservados © Theo James Brasil 2014 - 2017 • Visitas